Registrar Novo Local



Mapa ocs mau%c3%a9s %281%29

OCS ALTO URUPADI/MAUÉS


Tipo:
Familiar 

Responsável pela Informação:
JOZANE LIMA SANTIAGO 

Observação:
A produção do guaraná no município de Maués continua sendo uma oportunidade de negócio rentável e um dos produtos de maior reconhecimento no nível nacional e internacional. Essa posição se deve à qualidade da produção amazonense, atingindo no ano 2013 o valor de R$ 18.72 / quilo do guaraná em grãos, contrastando com a média nacional de R$ 8,88 / quilo (GCEA/AM/2013). O conhecimento local das comunidades tradicionais sobre o cultivo de Guaraná Selvagem permite a identificação e a domesticação das plantas extraídas da floresta Amazônica e cultivadas nas roças tradicionais. Vale ressaltar que o guaraná ocupa uma posição de destaque no sistema agrícola tradicional do rio Urupadi. Esse sistema agrícola tem resistido aos formuladores de políticas públicas que buscam substituir as variedades tradicionais de guaranazeiros por clones lançados pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA), que garante o aumento da produtividade. Comunidades tradicionais que incorporaram o pacote tecnológico (que garantia o aumento de produtividade) acabaram dependentes dos fertilizantes químicos e outros insumos, o que encareceu os custos de produção, tornando inviável a produção e levando ao endividamento bancário. Nos últimos anos, comunidades tradicionais no rio Urupadi resgataram os sistemas tradicionais de cultivo de Guaraná Selvagem, refazendo o itinerário de substituição dos Clones da EMBRAPA pelos “filhos” de Guaraná Selvagem selecionados na floresta Amazônica e domesticados nas roças tradicionais. Esse movimento de resgate esteve associado ao movimento de conservação de tartarugas e tracajás através do Projeto Muque (Multiplicação de Quelônios do Rio Urupadi) desde o ano de 2012. Trata-se de uma iniciativa que procurou refletir sobre a mobilização dos agroextrativistas na construção de alternativas viáveis, através das ações de conservação dos recursos naturais e resgates dos sistemas tradicionais de cultivos. Uma experiência agroecológica desenvolvida pelo Núcleo de Socioeconomia da Universidade Federal do Amazonas, por intermédio do Núcleo de Estudos em Agroecologia e Produção Orgânica (NUSEC/NEAGRO/UFAM), em parceria com a AAFAU, com maior destaque nas comunidades tradicionais de Nossa Senhora de Nazaré, São Joaquim e Brasiléia, todas na região do rio Urupadi. 

Experiências em Agroecologia:
OCS ALTO URUPADI 

Localização: